Jack PeñateApesar de ser bem volúvel em termos de gosto musical (num dia eu amo MPB, noutro eu adoro a turma da “indaiada”), quando uma música/banda/artista entra pra minha lista de preferidas, é pra sempre mesmo. E uma das mais novas adições à minha listinha é Jack Peñate.
Conheci a criaturinha na trilha sonora de 500 days of Summer e não parei mais de escutar. E como nem só beleza põe mesa (ele é um gateeeenho, ui!), Jack também tem uma voz mt legal e músicas maravilhosas…
Ok, muita gente que achou o primeiro disco dele, Matinée, ruinzinho, nada profundo, um tipo de pop de entrada, sem tanta profundidade. Mas, tavez por causa da minha aguçada crítica musical (haha!), eu não achei nada disso não. Até que ele se adequa direitinho às referências que ele adotou.

Minhas favoritas: Have I been a fool?  e Be the one.

Espero que gostem! Beijo!

Anúncios

Não vai sair hoje? Tá triste? Fica assim não, viu?

Se você tá sem o que fazer hoje, aí vão umas diquinhas pra você largar o facebook/twitter/orkut/etc, etc, etc:

1. Filminho: 500 days of Summer (500 dias com ela)

Tá querendo ver uma coisa diferente? Corre na locadora e pega esse filme agora!

Além de ter um roteiro muito bacana com uma narrativa nada linear, esse filme trata daquele velho e surrado assunto: decepção amorosa/relacionamento fracassado. Só que faz isso de um jeito totalmente diferente daquele padrão comédia romântica (mocinho+mocinha+fall in love+conflito+reconciliação=felizes pra sempre). É a história de um cara que conhece uma moça que, segundo ele, tinha tudo pra ser o amor da vida dele. Mas, como tudo na vida, o namoro deles acaba e nesse momento total fossa a gente embarca nas lembranças dele dos bons (e maus) momentos do relacionamento.

Resumindo, um filme lindo, independente, profundo e meio desconcertante também. É um dos meus favoritos, com certeza.

2. Música: Chris Garneu + Corine Bailey Rae + Wolfmother

Tá querendo mesmo ficar na música? Bom, vou sugerir três, um tantinho (?) diferentes umas das outras:

Relief – Chris Garneau

Paris Nights New York Mornings – Corine Bailey Rae

Vagabond – Wolfmother

É isso! Ótimo fds pra todo mundo (inclusive pra mim que tenho que terminar 2 artigos + 1 ensaio! 😦 …)

Depois de um tempo desaparecida (mesmo achando que eu sou o único ser humano a acessar o blog), voltei por uma causa bem boa: compartilhar uma descoberta, minha nova musa musical. O nome dela é Julieta Venegas (amei o nome!) e a ouvi pela primeira vez no site da Dress to (alguém não adora essa marca?), cantando Amores Platónicos.

Nunca fui muito chegada em música nenhuma cantada em espanhol. Acho que é meio trauma do espanhol de ensino médio: o professor até morre de vontade de ensinar, mas como todo mundo se confia em embromar um portunhol bem duvidoso, ninguém presta atenção e aí já viu, a aula vai pro beleléu. hehe.

Bom, mas o fato é que eu amei de coração essa criaturinha, a Julieta. Pelo que li no site da moça, ela nasceu nos States, estudou música desde pequena, passou por muitos grupos, e muitas parcerias, mas o que deu certo mesmo foi a carreira solo. No ano passado ela lançou um álbum muito, muito maravilhoso, Otra Cosa. Minhas músicas preferidas? Me voy, Amores Platónicos e Despedida.

Então é isso… Se puder, corra ao My Space de Julieta. Como disse um amigo meu, ela é a versão da MPB em espanhol, o que, sinceramente,  já é um ótimo motivo pra valer a pena.

Depois que comprei um shampoo da linha Ekos, as opções da Natura para os cabelos nunca mais foram tão atraentes pra mim. Bom, pelo menos não até eu decidir tentar de novo, dessa vez com um creme de pentear de cacau.

Olhando a revista eu até parei pra pensar que manteiga de cacau hidrata horrores, justamente o que o meu cabelo precisava e, pra ser sincera, continua precisando. Mas tenho que confessar, não botei muita fé não.

Assim que chegou, corri pra passar (como se realmente fosse fazer milagre!), e, ok, o desespero tava realmente grande. Mas não é que melhorou um bocado? Tanto que até deu pra sair menos preocupada com o volume e aqueles fiozinhos chatos que vem dominando o meu cabelitcho!

Resumindo, o negócio é o seguinte: às vezes, não tem modelador de cachos, controlador de volume, tratamento instantâneo que dê jeito nos bebelos. Nesses casos, eu, com a minha enooorme experiência em tratamentos capilares (not!), dou uma dica: invista naquele hidratante. Quase 100% de certeza, vai funcionar.

Tudo porque tô doida por um óculos lolita…

Minha mãe diz que só vai piorar a minha situação. É que, segundo a enorme maioria da população desse planeta, eu pareço ter 12, 13 anos, e não 18. E um óculos de coraçãozinho ia me deixar com cara de 9 anos. Mas eu não concordo.

Alguém me diz onde encontrar um vermelhinho ou preto, plz! hehe

Ah, essa daí é a minha mascote! Não sei que santo baixou, mas desenhei, colorizei, editei, imprimi… Tem até agendinha dela (que depois eu mostro) na produção!

E pra quem perguntou do meu sumiço, aqui vai a minha explicação: é que eu andei produzindo.

Eu já costurava, não é novidade nenhuma. Mas aí resolvi estender a produção, deixar de fazer só pra mim, virar produtora. Aí comecei a planejar, a fazer e, finalmente, abri uma lojinha virtual: Cinderella.

Não ficou lá essas coca-colas todas, mas já é um começo, né?

Espero a visita de todo mundo. Críticas construtivas e sugestões são muito bem-vindas. Mesmo.

Xero!

É , gente, o sumiço pesou na consciêncis e.. tô de volta! (Não que seja motivo pra exclamação, mas deixa pra lá.)

Mas é só uma passadinha rápida pra divulgar uma das minhas descobertas pelo Centro na volta do curso de francês. Como minha carteira de motorista ainda vai demorar um pouquinho pra sair, aproveito pra explorar o caminho e de vez em quando descubro umas fofurinhas.

Sábado passado foi a vez de entrar num atelier super mega fofo, o Divina e Dita. Nem precisa dizer que fiquei doidinha. Juro que quando  crescer quero ter uma atelier igualzinho! HEHE.

     

 

 

As moças do Divina e Dita, Neila e Patrícia, além de produzirem coisinhas lindas, têm um acabamento ótimo e umas idéias muito legais. E eu, que não sou besta nem nada, já encomendei uma bolsa lindona! E o melhor de tudo é que dá pr escolher a estampa, o tipo de alça, os detalhezinhos…

Pra quem quiser conferir, olha o endereço:

Divina e Dita Atelier

Rua 7 de setembro, 5oo –  Centro – Teresina, Piauí

http://divinaedita.blogspot.com/

Sabe de uma coisa? Esse negócio de tendência já deu.

Cansei de ver pessoinhas mega antenadas com as tais tendências. Parece até aquelas chamadas do Fantástico: “O que leva uma pessoa a vestir meia-calça preta e casaquinho de veludo às 14h, quando a temperatura mínima é de 42°C?”

Gente, pra quem ainda não sabe, não é só porque uma coisa tá na moda que  ela é perfeita para o seu clima, o seu corpo, a sua personalidade, enfim, a sua vida. Não é só porque você ama Gossip Girl que vai sair por aí igualzinha à Blair. Ainda mais se você, como eu, mora na quentura perpétua.

Ficar bonita é muito mais que seguir as tendências, copiar looks. Antes de tudo, meu bem, é se sentir bonita e, claro, entender o que fica legal em você.

Não precisa usar um pingente de 2kg quando você gosta mesmo é de um colarzinho simples. Não precisa gastar cinco meses de salário suado em uma bolsa bapho que nem é tãããããão bonita assim(mas que é  idêntica- ! – àquela que a celeb fulana a-do-ra). Não precisa se acabar no salto mara quando você tem certeza de que uma sapatilha seria beeem melhor.

O que eu tô querendo dizer é simples: eu não ligo muito para  fashionices malucas. Não que eu não goste de criatividade. Eu sou doente pelo novo. Mas, como pra tudo nessa vida, é preciso ter bom senso.

Ninguém imagina a minha felicidade em ver as vitrines coloridas de novo. É tão chato ver tudo cinza, marrom e preto, aquele inverno que simplesmente não existe nesse nordeste de meu Deus…

Ultimamente eu ando descobrindo muito talento novo, né não? hehehehe…
Sendo assim, vamos a mais uma descoberta!
Bom, dessa vez, trata-se de um blog, o Stuff No One Told Me, do Alex Noriega, um ilustrador espanhol.
Os trabalhos do Alex são tu-do o que a gente pede a Deus pra sobreviver a essa enxurrada de blogs caidinhos e sem graça nenhuma:
desenhos cheios daquele humorzim irônico que eu tanto gosto.
E o estilo do desenho é tãããããão legal… hehehe
Olha só alguns dos meus preferidos:


 


 


E então, gostaram?
xero!

Amanda Neves

Amanda vive tentando lembrar quem disse isso ou aquilo.

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 8 outros seguidores

Entradas Mais Populares

Setembro 2017
S T Q Q S S D
« Jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930